Prefeito gato

aparição_OtávioRocha_BRv1

Este é Otávio Rocha, o Intendente que aparece nas últimas páginas do volume 1 do Beco do Rosário. Depois de muitas dores de cabeça com a Revolução de 1923, ele foi colocado na administração da cidade com a esperança de recuperar a opinião pública em favor do Partido Republicano Rio-Grandense através das grandes obras de modernização da cidade. Abaixo, imagens da Revista “A Mascara”*, de 1924, comemorando sua posse:


Croquis de estudo para a história em quadrinhos:

Segundo Sérgio da Costa Franco,

“Otávio Francisco da Rocha

Nasceu em Pelotas-RS, em 1877, e faleceu em Porto Alegre a 27/2/1928 como intendente municipal em pleno curso de seu mandato. Fez estudos primários em Pelotas e secundários no internato do Ginário Nossa Senhora da Conceição em São Leopoldo. Deste estabelecimento saiu em dezembro de 1891 para alistar-se no Exército, dado que se destinava à Engenharia Militar. Depois de seguir o curso preparatório da Escola Militar do Rio Grande do Sul, transferiu-se para a Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, onde em 1901 recebeu o diploma de Engenheiro Militar e Oficial de Estado-Maior. Fez estágio prático sobre estradas de ferro na Estrada de Ferro Rio Grande a Bagé. Serviu na guarnição de Rio Grande até 1903, passando então a coadjuvante do ensino técnico da Escola Preparatória e Tática de Rio Pardo, onde ficou até o ano seguinte. Em 1905, começou a lecionar na Escola Militar de Porto Alegre.

No magistério militar, permaneceu até 1909, ano em que foi eleito deputado à Assembléia dos Representantes pelo Partido Republicano Rio-Grandense, tendo em consequência ficado em disponibilidade no Exército. Dirigiu nesse tempo o jornal republicano A Federação e lecionou Geometria e Aritmética no Instituto Ginasial Júlio de Castilhos. Depois de curta estada no Rio de Janeiro como deputado federal, voltou ao Rio Grande do Sul e ao Exército em 1914, sendo pouco depois promovido a capitão. Permaneceu no Exército até 1918, quando foi novamente eleito deputado federal. Foi reconduzido à Câmara em 1921, muito se destacando aí como líder da Reação Republicana, em favor da candidatura de Nilo Peçanha.

Em 1924 voltou ao Rio Grande do Sul, sendo indicado para sucessor do Eng. José Montaury na Intendência Municipal de Porto Alegre. Assumiu a Intendência em 14/10/1924, passando a empreender um grande programa de reformas e modernização da cidade. Rasgando novas avenidas que facilitaram a circulação viária pelas ruas centrais, modernizando o serviço de iluminação pública, Otávio Rocha foi em três anos de mandato o grande reformador da cidade. Vitimado por uma úlcera gástrica, faleceu inesperadamente em 26/2/1928, sendo sucedido pelo Vice-Intendente Alberto Bins. É homenageado na Avenida1 e Praça Otávio Rocha, que foram parte de seu programa de reformas.”

Fonte: FRANCO, Sérgio da Costa. Porto Alegre: guia histórico. Porto Alegre: Ed. da Universidade/UFRGS, 1988.

1Antigo Beco do Rosário/Rua 24 de Maio.

*Hemeroteca do Museu de Comunicação Social Hipólito José da Costa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s