Experimento frustrado com o pincel

Depois de muito manejar o bico de pena, resolvi no ano passado testar o pincel para arte-final das minhas páginas de quadrinhos. Isso se deveu também em função dos papéis para aquarela que eu estava experimentando, mais rugosos e com maior gramatura, e que muitas vezes dificultavam o movimento da pena. Me empolguei muito, afinal era um mundo novo! Comprei vários pincéis, testei tudo e consegui resultados interessantes. Mas infelizmente não consegui me apropriar da ferramenta e incorporá- lá ao meu estilo. Afinal, materiais diferentes produzem grafismos diferentes, e não dá pra discutir com eles,  né?

 

 

 

8 comentários

  1. Camila Fernandes

    Isso é você NÃO CONSEGUINDO se apropriar da ferramenta? Caramba. Seu traço é belíssimo. Olhar para cada desenho é uma experiência deliciosa, como experimentar aquele doce em que os ingredientes estão todos no ponto.

    Curtir

    1. Beco do Rosário

      Ahhhh obrigada, Camila! ❤ ❤ Mas eu realmente acho que é uma questão de adaptar o estilo à ferramenta, não o contrário, sabe? O pincel dá um peso de linha bem maior, e pro nível de detalhe que faço nas páginas ficou beeem difícil. :/

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s