Esboço: abertura da Borges de Medeiros

Apresento aqui um breve resumo do meu processo de criação de uma perspectiva aérea da cidade de Porto Alegre mostrando as escavações para a abertura da avenida Borges de Medeiros, antiga rua General Paranhos.

Trata-se de uma reinvenção ou recriação de um panorama urbano que certamente existiu, mas do qual não disponho de todas as informações hoje, mesmo com toda a pesquisa desenvolvida até aqui. Então, como artista, cabe a mim recriar alguns elementos com base nas fotografias da época, plantas e até textos. Tudo isso para que o resultado seja verossímil com o aspecto da antiga rua Duque de Caxias cortada pela grande “cirurgia” urbana projetada pelo engenheiro-arquiteto João Moreira Maciel e colocada em prática pelo então prefeito Otávio Rocha.

Detalhe de artigo do jornal Correio do Povo de 12/6/1926 relatando a abertura da avenida. Hemeroteca do Museu de Comunicação Social Júlio de Castilhos, Porto Alegre.

Para me familiarizar com o tema, faço alguns esboços de fotos antigas no sketchbook. Isso ajuda a entender o espaço que havia ali, as construções, etc.

Estudo da pesquisadora de foto da abertura e escavação da avenida Borges de Medeiros publicada na Revista Mascara de Fevereiro de 1927. Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional, RJ.

Munida desses dados de pesquisa, crio uma perspectiva de três pontos de fuga na página inteira a partir de um grid ou grade traçada a mão livre com o lápis.

Grid inicial de perspectiva situando a composição no espaço da página com três pontos de fuga. Fonte: a pesquisadora.

Depois, localizo, conforme a planta (encontrada na Mapoteca do Arquivo Histórico Municipal Moysés Vellinho) cada desenho de lote no traçado da via cortada pelas demolições e escavações. Como é impossível ver quais prédios exatamente configuravam a rua Duque de Caxias de então, busquei inspiração nas fotografias de prédios contemporâneos para recriá-los no meu desenho.

O resultado é um conjunto de “caixas” em perspectiva, a partir das quais desenho os detalhes de pisos, janelas, ornamentos, etc, colocando também elementos de equipamentos urbanos que são importantes para ambientar a rua: postes de luz, fiação de bondes e eletricidade, trilhos de bonde, calçadas, etc.

E, claro, a recriação do espaço escavado no coração de Porto Alegre inspirado em várias fotografias de momentos da obra da avenida encontradas na Fototeca Sioma Breitman (Museu de Porto Alegre).

É um exercício muito gratificante. Recrio um panorama perdido da cidade possibilitada pela perspectiva, que facilita enormemente a organização compositiva do desenho.

Esboço final a lápis da cena. Fonte: a pesquisadora.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s