Os “ternos cintados”

Característicos da moda masculina da primeira metade dos anos 1920, os ternos “cintados”, ou seja, com a cintura marcada, aparecem não só em fotografias, como também em desenhos de imprensa e nas descrições literárias.

Cabeçalho da revista A Mascara de 30/11/1924, mostrando os ternos acinturados usados pelos homens elegantes. Hemeroteca do Museu Hipólito José da Costa, Porto Alegre.

Aqui, uma menção no romance Clara dos Anjos, de Lima Barreto, de 1922: “Nesse dia, despertou cedo, banhou-se cuidadosamente, escolheu bem a roupa branca, viu bem se a meia não estava furada, escovou o terno cintado e, cuidadosamente, meteu a mão à obra de vestir-se com apuro, para vir à ‘cidade’”[1].

A esse respeito, alguns estudos de figurino feitos com lápis e pincel, e colorizados digitalmente:

Para um figurino de época, é importante ter atenção com esses detalhes, uma vez que marcam uma temporalidade e ajudam a ambientar a história. Já no final da década de 1920 e principalmente a partir dos anos 1930, os cortes mais retos de terno e as calças mais largas vão dominar a moda masculina, marcando um outro tempo.


[1] BARRETO, Lima. Clara dos Anjos. [1922] Ministério da Cultura. Fundação Biblioteca Nacional. Departamento Nacional do Livro. E-book disponível em http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bn000048.pdf. P. 63.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s